What's wrong with playing in the comfort zone?

7 days ago
6 Min Read
1133 Words

This publication was also written in SPANISH and PORTUGUESE.

Torch

In human nature, it is very common for people to try to understand what their limitations are. This almost always happens because each of us feels a need to understand how far our limits are able to take us. In any segment of our life, we seek to accept where we fit in and try to understand, little by little, what we can do to stay there. A lot of people are happy doing this.

Throughout our journey, we will always be criticized for not being able to have a cleaner perspective on what it is like to go beyond our own limits. Whether the fear of making mistakes, or lack of knowledge / desire (among many other factors), playing in the comfort zone always seems to be the best alternative (at least for a large part of people and their own concepts) and this is very understandable .

No one can force you to leave your own safe zone, except yourself. Understanding this is essential for you to be able to go beyond what your eyes can see. Life offers you all the ways, but it cannot take your hand and guide you. Once you understand this, you will certainly also understand that going beyond the comfort zone is something that can cause you fear, bring you insecurity... But it is necessary.

However, staying in your own comfort zone is not a complete mistake, because if you feel that way... You won't miss what you don't feel like doing, or knowing. Wanting to get out of this totally programmed area so as not to make mistakes is safe, interesting (because it usually reduces stressful moments in life) and, in a way, it is also beneficial... However, how long will you stay like this?

The answer to the question in the previous paragraph may be "forever"... However, an unpredictable urgency can speak louder and change all your concepts about it and make you understand (even if you don't agree) that you need to be more bold and have the courage to go further. Achieving the bright side of life in its entirety requires a lot of work and nobody gets it (not entirely) by always staying in the same place.


¿Qué tiene de malo jugar en la zona de confort?

En la naturaleza humana, es muy común que las personas intenten comprender cuáles son sus limitaciones. Esto casi siempre sucede porque cada uno de nosotros siente la necesidad de comprender hasta dónde pueden llevarnos nuestros límites. En cualquier segmento de nuestra vida, buscamos aceptar dónde encajamos y tratamos de entender, poco a poco, qué podemos hacer para quedarnos ahí. Mucha gente está feliz haciendo esto.

A lo largo de nuestro viaje, siempre seremos criticados por no poder tener una perspectiva más limpia de cómo es ir más allá de nuestros propios límites. Ya sea por miedo a cometer errores, o por falta de conocimiento / ganas (entre muchos otros factores), jugar en la zona de confort siempre parece ser la mejor alternativa (al menos para una gran parte de las personas y sus propios conceptos) y esto es muy comprensible .

Nadie puede obligarte a salir de tu propia zona segura, excepto tú mismo. Comprender esto es esencial para poder ir más allá de lo que pueden ver sus ojos. La vida te ofrece todos los caminos, pero no puede tomar tu mano y guiarte. Una vez que entiendas esto, seguro que también entenderás que ir más allá de la zona de confort es algo que te puede provocar miedo, inseguridad... Pero es necesario.

Sin embargo, permanecer en tu propia zona de confort no es un completo error, porque si te sientes así... No te perderás lo que no te apetece hacer o saber. Querer salir de esta zona totalmente programada para no cometer errores es seguro, interesante (porque suele reducir los momentos estresantes de la vida) y, en cierto modo, también es beneficioso... Sin embargo, ¿cuánto tiempo te quedarás así?

La respuesta a la pregunta del párrafo anterior puede ser "para siempre"... Sin embargo, una urgencia impredecible puede hablar más fuerte y cambiar todos tus conceptos al respecto y hacerte entender (incluso si no estás de acuerdo) que necesitas ser más valiente y tenga el coraje de ir más allá. Lograr el lado bueno de la vida en su totalidad requiere mucho trabajo y nadie lo obtiene (no del todo) permaneciendo siempre en el mismo lugar.


O que há de errado em jogar na zona de conforto?

Na natureza humana, é muito comum, que as pessoas procurem entender quais são as suas limitações. Isso quase sempre acontece porque cada um de nós sente uma necessidade de entender até onde os nossos limites são capazes de nos levar. Em qualquer segmento da nossa vida, nós buscamos aceitar onde nós nos encaixamos e tentamos entender, pouco a pouco, o que nós podemos fazer para permanecer lá. Muita gente é feliz agindo assim.

Ao longo da nossa jornada, nós sempre vamos ser criticados por não conseguirmos ter à perspectiva mais limpa sobre o que é seguir além dos nossos próprios limites. Seja o medo de errar, ou por falta de conhecimento / vontade (dentre tantos outros fatores), jogar na zona de conforto sempre parece ser a melhor alternativa (pelo menos para uma grande parte das pessoas e seus próprios conceitos) e isso é muito compreensível.

Ninguém pode te obrigar a sair da sua própria zona segura, senão você mesmo. Entender isso é essencial para que você consiga ir além do que os seus olhos podem enxergar. A vida te oferece todos caminhos, mas ela não pode pegar na sua mão e te guiar. Uma vez que você entender isso, certamente você também irá entender que ultrapassar à zona de conforto é algo que pode te causar medo, te trazer insegurança... Mas é necessário.

No entanto, permanecer na sua própria zone de conforto não é um erro completo, porque se você se sente bem assim... Você não sentirá falta do que não tem vontade de fazer, ou de conhecer. Querer sair dessa zona totalmente programada para não errar é seguro, é interessante (porque costuma diminuir os momentos estressantes da vida) e, de certa forma também é benéfico... No entanto, até quando você vai permanecer assim?

A resposta para a pergunta do parágrafo anterior pode ser "para sempre"... Porém, uma urgência imprevisível pode falar mais alto e mudar todos os seus conceitos sobre isso e te fazer entender (mesmo que você não concorde) que é preciso ser mais ousado e ter a coragem de ir mais além. Alcançar o lado bom da vida em sua totalidade requer muito trabalho e ninguém consegue isso (não por completo) ficando sempre no mesmo lugar.